Em comemoração aos 40 anos do Galo da Madrugada, réplicas de um dos fortes símbolos do Carnaval, pintadas por artistas pernambucanos, foram espalhadas por pontos turístico do Recife e Olinda. Entre alguns dos locais escolhidos estão o Marco Zero, Alto da Sé e RioMar Recife. A obra que ficará no mall possui 3 metros e 40 centímetros de altura e traz consigo o tema “Galo que junta gerações”.

A réplica, que ficará na entrada principal do mall, não podia ter tema melhor para os artistas escolhidos: “Eu sou médico e sempre fui admirador da genética. Fomos selecionados para pintar um galo com tema de geração. Geração é genética e genética é DNA. Por isso, pintamos a dupla hélice de DNA no pescoço do galo. Que, inclusive, também lembra uma serpentina”, explica o artista André Valença.

Depois do colar de DNA, uma homenagem ao fundador do Galo da Madrugada, Éneas Freire (1921-2008). “A figura principal do Galo é um homem que representa Enéas. Não existe Galo da Madrugada sem Éneas. Ele é o Galo e o Galo é Éneas. E ele está pintado de mãos dadas com as gerações que foi deixando ao longo da vida”, afirmou Sandro Maciel, artista que assina a obra ao lado de André. Foram usadas cores vibrantes como azul, vermelho e laranja.

Ao todo, nove obras compõem a exposição e foram espalhados pela Região Metropolitana do Recife.