Bailinho Maravilha e Maestro Forró comandam animação no RioMar de Folia

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

Uma grande festa de família em clima de Carnaval. Assim podemos definir a tarde e o começo da noite neste domingo (28) no RioMar Recife. O público aproveitou o RioMar de Folia, no Piso L3, para trazer as crianças e juntos pular e brincar com as músicas do Bailinho Maravilha, que começou a tocar a partir das 16h. E quando o relógio marcou 18h30, o Maestro Forró agitou de vez a folia colocando todo mundo pra dançar, ainda em comemoração pelo Dia da Hospitalidade.

Funcionários do RioMar Recife emocionam público com apresentação

Uma plateia fantasiada de heroínas, palhacinhos e princesas delirava com as músicas infantis tocadas em ritmo carnavalesco durante a apresentação do Bailinho Maravilha. Era fácil ver famílias inteiras de super-heróis, como por exemplo, Marcelo Miranda que trajado de The Flash estava acompanhado pela esposa vestida de Mulher-Maravilha e o filho de Superman. “Somos carnavalescos. Aproveitamos o conforto que o RioMar oferece para brincar em paz e já ir se preparando para o Carnaval”, afirmou Marcelo.

Uma família inteira de super-heróis caiu na folia no RioMar Recife.

A alegria da primeira festa de Momo tomava conta do pequeno Dante Miguel, de apenas um ano, que junto aos pais passava de um lado para o outro no chão. “A gente adora esse clima de animação. Fantasiamos o nosso pequeno de palhacinho pra ele brincar à vontade”, disse Delano Negromonte. Ele e a companheira estavam vestidos da famosa dupla dos videogames, Mário e Luigi.

O primeiro Carnaval do pequeno Dante Miguel, de apenas 1 ano, foi no RioMar de Folia.

E para não dar tempo da poeira baixar, o Maestro Forró “incendiou” o público com a Orquestra da Bomba do Hemetério. Quem assistiu vai lembrar desta noite durante muito tempo, com direito ao próprio maestro puxando uma ciranda no meio do povo.

Ou ainda quando o artista convidou dona Ivanise, que está presente em todos os eventos do mall e é fã do maestro, para subir ao palco. Juntos, eles emocionaram o público cantando “Madeira que Cupim Não Rói”.

“A gente precisa aplaudir a iniciativa do RioMar por dividir com todos a comemoração pelo Dia da Hospitalidade. Um principio que é a marca, inclusive, do povo pernambucano”, ressaltou o maestro.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *