O tempo e a felicidade
Foto: Pixabay

O tempo e a felicidade

Cíntia Lima*

Há alguns dias nos encontramos, conversamos e te convidei para experimentar a essência de ser inteiro, a perceber o que realmente importa e paramos por algum tempo para viver o hoje, a felicidade hoje. Ah, o momento presente, este que se passa num instante e muitas vezes nem nos damos conta.

Estamos sempre em busca do tempo, na correria do dia a dia, lamentamos que não temos mais tempo, que estamos sem tempo para fazer o que gostamos, para estar com quem amamos, para brincar com nossos filhos, para ler, se divertir, esticar o beijo de boa noite sem se preocupar com o dia seguinte, ou simplesmente parar e ficar sem fazer nada.

Também nos ocupamos demasiadamente com o tempo “passado” e com o tempo “futuro” e assim deixamos de viver o momento presente e perdemos a oportunidade de desfrutar o agora. Guardar as experiências e as lembranças do passado é necessário, mas não podemos nos tornar eternos prisioneiros do passado e não viver o hoje.

Da mesma forma, quanto mais nos concentrarmos no futuro, perderemos a oportunidade de desfrutar o presente. E lá vamos nós pensando no amanhã e num futuro que ainda nem chegou e esquecemos do presente que nunca nos deixa. E a felicidade que buscamos está na qualidade do que vivemos neste momento presente.

Pensar no futuro, fazer planos ou estabelecer metas é importante para nos fazer felizes se os percebermos da forma correta, em vez de percebê-los como um fim, como uma promessa de felicidade futura, esperando que sua realização nos faça mais felizes no amanhã. Precisamos vê-los como meios, desfrutar do momento presente, viver o hoje e curtir a jornada.

Tempo e felicidade caminham juntos, desfrutando o momento presente enquanto chegamos a algum lugar!

Quando os planos, as metas e os sonhos facilitam o nosso desfrute da experiência presente, indiretamente levam a um aumento do nosso nível de bem-estar, a cada passo do caminho. Quantos momentos de felicidade deixamos de ter hoje, simplesmente porque estamos ligados no futuro? A felicidade está no percurso e não na linha de chegada.

Estou falando de “liberdade”, quando entendemos que o amanhã é construído no momento presente, no hoje. Não se trata da chegada ou da conquista, ao mesmo tempo que não se trata de vagar sem destino e abandonar os sonhos, é sobre dar um passo de cada vez, se permitir ver as flores no caminho e tudo ao seu redor. A felicidade está na experiência de viver essa viagem.

No mundo em vivemos hoje, com a tecnologia e com tantas oportunidades, vivemos sob muita pressão, tendo que fazer muitas coisas e ser o que não podemos ser. Temos que ser filhas ou filhos perfeitos, mães e pais perfeitos, profissionais perfeitos, líderes perfeitos, amigos e vizinhos perfeitos, bem-sucedidos, fortes, corajosos, entre tantos outros adjetivos.

E assim, não temos tempo para vivermos o que mais importa: o presente. Os melhores momentos que já vivemos foram todos vividos no presente. Os que ainda viveremos também acontecerão no presente. Nada, simplesmente nada, acontece no passado ou no futuro, tudo acontece no agora. Por essa razão, não podemos mais deixar de viver o hoje, de ser o que podemos ser e escolher o que queremos fazer.

Tempo e felicidade caminham juntos, desfrutando o momento presente enquanto chegamos a algum lugar!

* Cíntia é gestora de Gente e Hospitalidade do RioMar Recife. É personal e professional coach pela Sociedade Brasileira de Coaching e integrante da Happiness Studies Academy (HSA – Academia de Estudos da Felicidade do Doutor Tal ben Shahar).

Deixe seu comentário