Quiosque do projeto Amar é um convite à sensibilidade

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

Amar. O verbo que extrapola a gramática é o responsável por mudar o mundo. Sentimento que preenche e dá sentido, Amar – Aliança de Mães e Famílias Raras – também é o nome da ONG que está presente este mês no quiosque solidário do RioMar. Localizado no piso L1, o espaço reúne peças confeccionadas por mamães pra lá de especiais. É que seus filhos nasceram com doenças raras, muitos com microcefalia, e por isso elas estão sempre correndo, levando os pequenos para consultas e tratamentos médicos. Com o projeto, todos os produtos vendidos têm a renda doada para a instituição e para as mães.

No lugar o público encontra camisas, canecas, produtos de croché e bijuterias. Esses dois últimos feitos à mão pelas mães inseridas no projeto Mães Produtivas, desenvolvido pela ONG.

Uma das coordenadoras da iniciativa, Áurea Alencar, explica a importância da ação para a sociedade. “Acima de tudo, nossa missão é recuperar pessoas. Para se ter uma ideia, cerca de 70% dessas mães foram abandonadas pelo marido, após o nascimento do filho com doença rara. E com nossa ação, as mulheres recuperam a alegria de viver, se empoderam e superam até mesmo a depressão”, finaliza Áurea.

Polvos de croché

A ideia original surgiu na Dinamarca, de um grupo conhecido por Spruttegruppen e que criou o “Octo Project” (“Projeto Polvo”, em tradução livre), em 2013. A iniciativa dinamarquesa explica que os tentáculos do objeto se assemelham ao cordão umbilical e que por isso acalmam os bebês. Os polvos de croché também podem ser adquiridos no quiosque do projeto Amar.



comment 2 comentários

  1. Conheço o trabalho da AMAR e quero Parabenizar o Rio Mar por esse papel de Responsabilidade social. Quisera que todos empresários tivessem essa visão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *