Para colocar em prática conceitos e ideias sobre sustentabilidade aconteceu nesta quinta-feira (26) a Oficina de Compostagem durante a Semana do Lixo Zero. O evento ocorrido no Instituto João Carlos Paes Mendonça (IJCPM) contou com a presença de cerca de 15 alunos da instituição que, além de aprenderem noções sobre resíduos e reutilização de materiais, ainda colocaram a “mão na massa” produzindo uma composteira doméstica. A ação recebe o apoio de empresas públicas e privadas, incluindo o RioMar.

A jovem estudante Maria do Carmo, de 16 anos, afirmou que o interesse pelo tema a atraiu para o evento. “Apesar da minha intenção em cursar medicina, eu gosto bastante de biologia. Além disso, sou muito curiosa e me preocupo com o meio ambiente. Por isso quando soube que haveria a Oficina de Compostagem fiz questão de participar”, destacou.

A estudante Maria do Carmo aproveitou a oficina para aprender ainda mais sobre compostagem

Os alunos puderam acompanhar de perto a montagem de uma composteira doméstica – processo sustentável que reutiliza materiais sólidos para a obtenção de adubo natural usado nas plantas. Enquanto o passo a passo era demonstrado, os jovens também aprendiam conceitos sobre o lixo, reaproveitamento e o descarte correto dos resíduos.

A bióloga, consultora ambiental e representante do Instituto Lixo Zero Brasil, em Recife, Susanne Batista Galeno explicou a importância do evento. “A propagação do conhecimento sobre as boas práticas, que envolvem os princípios de sustentabilidade, deve ser sempre estimulada. É preciso ação para transformar os cenários atuais de degradação ambiental em ambientes saudáveis”, afirmou a bióloga.

A bióloga Suzanne Batista demonstrou na prática os conhecimentos sobre reutilização de materiais

Semana do Lixo Zero – A Semana Lixo Zero propõe ações voltadas à sensibilização do público para as questões socioambientais. O evento ocorre até o próximo domingo (29) e serão tratados temas como o descarte correto dos resíduos, o processo de reciclagem e a coleta seletiva. A ação é idealizada pelo Instituto Lixo Zero Brasil e conta com a participação de empresas públicas e privadas, incluindo o Instituto João Carlos Paes Mendonça e o RioMar Recife.