Sonhos, anseios e aprendizado. Cerca de 600 jovens do Pina e Brasília Teimosa participaram, no Teatro RioMar, do aulão preparado pelo Instituto JCPM de Compromisso Social e apoio do RioMar Recife para revisar o conteúdo eletivo de forma leve e descontraída e se preparar para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

A diretora de Desenvolvimento Social e Relações Institucionais do Grupo JCPM, Lúcia Pontes, comentou sobre a importância da ação. “Esse é um momento muito importante para o jovem, que chega ao final do ano tenso com o Enem. Por isso temos a intenção de ajudá-lo com a confiança necessária para ter um bom desempenho na prova e obter êxito no acesso às universidades”, explicou Lúcia.

Os jovens Maria Eduarda e Túlio Cássio, ambos de 20 anos, se conhecem desde o Ensino Médio e fazem juntos o pré-vestibular oferecido pelo Instituto JCPM. “Nos sentimos, de fato, muito ansiosos com a proximidade das provas e é bastante legal que haja esse aulão, que distrai e ensina simultaneamente”, disse Maria Eduarda, que pretende uma vaga no curso de administração.

Túlio Cássio almeja cursar direito enquanto que Maria Eduarda vai tentar uma vaga em administração.

O professor de história e filosofia Thulio Aquino afirma que o momento é uma oportunidade de relaxar. “Nós pensamos que a educação também pode ser, de certa forma, divertida. É a chance dos jovens relaxarem e aprenderem ao mesmo tempo. Além disso, buscamos torná-los cidadãos conscientes, e usamos o processo eleitoral como pano de fundo para fazer essa ação hoje”, afirmou.

O professor de história e filosofia Thulio Aquino explica que o aulão é um momento de aprendizado e descontração.

O coordenador de projetos sociais do Instituto JCPM, Carlos Duarte, dá mais detalhes sobre o formato do aulão. “Juntamos o conteúdo que deve ser revisado de uma forma descontraída e com elementos que os jovens gostam como música, dança e brindes. Também separamos cada área de conhecimento como se fossem partidos políticos, em que os professores passam as dicas e as informações das disciplinas a exemplo dos concorrentes à eleição, que buscam ser aprovados, nesse caso, pelos alunos”, explica Carlos.

O coordenador de projetos sociais do Instituto JCPM, Carlos Duarte, acredita que o conteúdo eletivo pode ser revisado de maneira descontraída como forma de ajudar os jovens.

Puderam se inscrever para o aulão jovens moradores do Pina e de Brasília Teimosa, com idades entre 16 e 30 anos, estudantes ou egressos do terceiro ano do Ensino Médio de escolas públicas e atendidos por institutos sociais parceiros do IJCPM.

Pré-universitário

Ao longo do ano, o IJCPM oferece gratuitamente um pré-universitário que é todo customizado para atender as necessidades de aprendizado encontradas entre os jovens matriculados. Com aulas iniciadas em março e que ocorrem no turno da noite, beneficiou este ano 68 jovens. No último Enem somou cerca de 30% de aprovação. Desde a criação, em 2012, cerca de 550 estudantes tiveram acesso a esse reforço diário para o exame.

Para montar o pré-universitário, o IJCPM se juntou aos professores do Direto ao Ponto e preparou um programa de ensino próprio que inclui portal e atividades complementares fora do horário das aulas. Entre as iniciativas, está o Projeto Tartarugas, em que alunos que já estão nas universidades e que passaram pelo mesmo programa auxiliam os que ainda farão a prova. Com formação de grupos menores dentro da própria sala de aula, há um estímulo a mais para o aprendizado.