A cada temporada no mundo da moda surgem novas tendências que podem deixar você perdido em relação ao o que usar. Contudo, as tendências existem para guiar aquela temporada e não para aprisionar. Por isso, o consultor de moda pernambucano Arlindo Grund ressalta a importância de encontrar o seu estilo e ter personalidade. A maior dica, na verdade, é se sentir bem e a vontade com o que estiver vestindo. Para ajudar você a encontrar seu estilo, confira a entrevista com Arlindo. 😉

Para você o que é ter estilo?
É quando você consegue aliar moda com personalidade e conforto, mas respeitando seus limites.

E como descobrir seu estilo?
Não é fácil. Mas você pode começar primeiro estudando quais são os estilos que estão no mercado e a partir daí ver qual deles se adequa a sua personalidade. Dentro de cada estilo têm roupas que vão deixar seu corpo maravilhoso.

Como usar as tendências ao seu favor?
Nem sempre o que está na passarela pode ser usado na vida real. A pessoa não pode virar refém da moda. Ela tem que tomar muito cuidado. Na hora que você está usando uma tendência não pode se sentir uma palhacinha. Ela precisa estar no seu DNA e você usa o que faz parte do seu estilo.

Ainda falando sobre as tendências, uma que permanece é a pochete. O que você diria para quem quer apostar nela?
É necessário entender se realmente tem a ver com você. Além disso, não precisa encher ela de coisas. Afinal, é um acessório que adiciona volume.

Qual o principal erro que você encontra nos participantes do programa Esquadrão da Moda?
Numeração é o principal erro. Usar roupa muito apertada que, ao invés de valorizar, pode deformar o corpo.

Um termo muito utilizado antigamente no mundo da moda era o “cafona”? Cafona existe?
Há 10 anos eu daria um testemunho sobre isso, mas hoje é tão estranho. Porque a moda está buscando referências e as pessoas começam a entender que ela é mais do que qualquer estampa. A moda está ali para comunicar. Não dá para dizer hoje que a história é cafona. Acredito que cafona é uma pessoa que acaba sendo vítima da moda e que não respeita seus limites, suas características, que não tem uma personalidade própria definida.