Para contar a história do sal rosa, a gente precisa voltar alguns milhões de anos atrás. Quando a Cordilheira do Himalaia se formou, trouxe também o sal presente no oceano de onde se originou. Com o passar do tempo, esse sal se transformou em rocha, ficando preservado dentro da montanha até os dias atuais.

Além do sódio, quase uma centena de outros minerais está presente no Sal do Himalaia, entre eles fósforo, magnésio, potássio, cálcio, zinco, cobre e ferro. É a presença desses elementos que dá a cor rosa ao Sal do Himalaia.

Mas quais os benefícios do Sal Rosa? Ele faz realmente bem à saúde?

Em primeiro lugar, é importante falar do sódio. Mesmo sendo fundamental para nossa saúde, a ingestão de sódio é um risco para quem sofre de hipertensão. A concentração de sódio no sal rosa é menor que no sal refinado.

Aliás, o sal refinado leva esse nome porque em sua fabricação leva produtos químicos que têm a função de limpar o sal, deixá-lo branquinho e não grudar. Pois é, não grudar. Lembra que em nossa infância era comum colocar arroz no saleiro? O arroz tinha a função de reter a umidade e impedir que os grãos de sal grudassem. Hoje, já não se usa mais o arroz, já perceberam? É que a indústria está usando um produto que não permite o sal grudar.

Esse processo de limpeza do sal retira dele seus principas nutrientes.

O sal rosa, portanto, não passou por essa limpeza, possui menos sódio e ainda minerais que não são encontrados no sal branco não refinado.

E na gastronomia, vale a pena?

Por ter menos sódio, a sensação do salgado no sal rosa é menor. Assim, se você exagerar na dose, estará consumindo a mesma quantidade de sódio do sal comum.

Você irá encontrar o sal rosa em três apresentações: grosso, fino (moído) e em placa.

O sal grosso deve ser moído na hora, sobre o alimento. Ponha em cima de uma salada de tomates com um pouco de azeite evinagre, por exemplo. Nas sobremesas, o sal rosa aguenta mais tempo sem derreter. Faça um caramelo com sal rosa moído na hora. Fica uma delícia!

Sal Rosa

O fino pode ser usado durante o cozimento, sem problemas.

A placa é a forma mais especial de uso. Deixe no congelador e sirva sobre ela sashimis ou carpaccio. Ou coloque sobre a chama da churrasqueira ou do fogão, ou ainda no forno, e deixe esquentar muito. Em seguida, coloque o alimento em cima da placa, deixando o calor cozinhar e a própria placa dar o toque de sal. Experimente com camarões, um filé de salmão, legumes, ou até mesmo pedaços mais finos de carne.

Placa de Sal Rosa

Se você busca o sal rosa como uma opção para saúde, primeiro procure seu médico ou nutricionista e peça mais informações. Eles são as pessoas mais indicadas para responder essa pergunta.

Agora, se você busca uma alternativa diferente para sua cozinha, pode confiar na gente, o sal rosa do Himalaia é tudo de bom.

O sal rosa é encontrado em nosso quiosque no RioMar Recife, no Piso L1, em frente à Magazine Luiza.

Para seguir as redes sociais da Bombay no Facebook e no Instagram é @bombayrecife.