Circuito do Café RioMar: Muttato na rota dos sabores
Fotos: Thays Martins/RioMar Recife

Circuito do Café RioMar: Muttato na rota dos sabores

Por Thays Martins 
Do RioMar Recife

A Muttato Cafés Especiais, localizada no Piso L2 do RioMar Recife, faz parte do Cirtuito do Café RioMar, que ocorre entre os dias 20 e 26 de maio, oferecendo aos clientes uma verdadeira experiência sensorial repleta de aromas e sabores. 

Do pé ao pó: utilizações incríveis da borra de café

Para o circuito, o local está com o combo de um croissant do queijo do reino e um café filtrado Bourbon Amarelo por R$ 26,90. Para além do combo, você também encontra desde cafés raros, como é o caso do café especial Di Pássaro, os cafés edições limitadas, como o Café Rapadura, até o clássico espresso.

Para escolher melhor o café e extração que mais combina com seu paladar, vamos explicar um pouco sobre algumas opções de cafés disponíveis para consumir na hora ou levar para casa. Ah, sabe o que é bacana na Muttato? Você escolhe o tipo de moagem antes do café ser feito, dessa forma, a bebida pode ficar mais forte, leve ou encorpada

O queridinho espresso 

O café espresso é servido com um biscoitinho e uma dose de água com gás para limpar as papilas gustativas, ajudando a sentir melhor o sabor da bebida.

Seja para acordar ou após o almoço, um cafezinho espresso é sempre bem-vindo. Assim, para que o espresso seja bem feito, é preciso ser feito em uma máquina que controle a temperatura da água, mantenha a pressão correta e faça o café com o sabor potente, sem perder a cremosidade. 

Geralmente a empadinha é pedida para acompanhar o café espresso. O salgado custa R$ 9,90.

Dessa forma, após o cliente pedir o cafezinho espresso, a atendente vai moer o grão com a espessura adequada, coloca o pó na máquina para que o café seja feito da maneira correta. Não podemos esquecer um detalhe importante: antes de receber o café, a xícara é aquecida com água quente para que, ao receber o expresso, ela mantenha a temperatura da bebida por mais tempo. O espresso tradicional custa R$ 6,90 e o tradicional duplo está por R$ 10,90.

Di Pássaro, uma raridade de café 

café
O café raro Di Pássaro tem a opção de ser pedido em uma xícara de 180ml ou uma jarra de 600ml.

Entre os cafés raridades ofertados na Muttato está o Di Pássaro🐦, um tipo inusitado com sabor surpreendente. Esse café, depois de colhido, é ingerido pelo Jacu, que o engole inteiro, sem mastigar. Assim, o café passa pelo sistema digestivo do pássaro que entra em contato com ácidos e enzimas. 

Todo esse processo gera uma reação química que traz um sabor raro ao grão do café. Para ser comercializado o café passa por uma higienização, deixando-o pronto para ser consumido pelos humanos. 

Café frutado faz sucesso 

O café frutado tem notas de frutas vermelhas.

Os cafés especiais também fazem sucesso pela Muttato. Entre as opções disponíveis, o café frutado é um dos mais procurados por evidenciar notas adocicadas e de frutas vermelhas. O local oferece três métodos de extração do café, que são: prensa francesa, V-60 e Koar. Além disso, os cafés filtrados estão disponíveis em xícara, com 180ml, ou jarra, com 600ml. 

O café frutado geralmente é pedido juntamente com uma fatia de queijo do reino com goiabada. A fatia custa R$ 15,90.

O café do tipo blend, bourbon, amarelo, frutado ou moca, a xícara custa R$ 13,90 e a jarra está por R$ 24,90. Já o orgânico, descafeinado ou edição limitada, a xícara custa R$ 16,90 e a jarra está por R$ 29,90. Por fim, os cafés do tipo raridade, a xícara está por R$ 21,90 e a jarra custa R$ 36,90. 

A Muttato traz em seu cardápio as seguintes descrições para cada método:

Prensa francesa

Um método simples e fácil para preparar café para várias pessoas ao mesmo tempo. O café é colocado em infusão em uma jarra de vidro, saturada por alguns minutos e, em seguida, é filtrado de forma manual através de um filtro manual.
Resultado sensorial: oleoso, corpo intenso e doçura.

V-60

O mais popular entre os amantes de café! O método próximo aos coadores convencionais domésticos, com um design elegante e funcional que agiliza o preparo do café (filtro de papel).
Resultado sensorial: doce e equilibrado.

Koar

A estética de seu visual frisado faz do koar um método em constante fluxo geométrico e tátil. A escolha de materiais para produção do koar foi pensada para apresentar polaridades que ressaltam atributos sensoriais do café.
Resultado sensorial: ressalta corpo e doçura.

Deixe seu comentário