Movimentos calculados, paciência e estratégia. O xadrez é mais do que um jogo, é um esporte que inspira até mesmo a ciência. E no próximo sábado (24), o RioMar Recife recebe a etapa final do Circuito Pernambucano Xadrez Escolar, a partir das 9h, no Piso L3. As categorias em disputa serão sub-10, sub-12, sub-14 e ensino médio. As inscrições custam R$ 15 e podem ser feitas pelos telefones (81) 98464-0200 e (81) 99411-4029.

O acesso ao espaço é livre e quem tiver a curiosidade de ir acompanhar o evento poderá conhecer o pequeno Rafael Caldas, de apenas 11 anos, e já Mestre Júnior de Xadrez. O garoto ainda é detentor do título de campeão da Copa Brasil de Xadrez Escolar e demonstra confiança no bicampeonato, que será disputado em Brasília (DF). “Estou confiante. Meu treinador me passa muita segurança”, afirmou Rafael.

O pequeno Rafael Caldas detém o título de campeão da Copa Brasil de Xadrez Escolar.

O treinador citado é Rafael Cabral, número 22 do mundo com apenas 27 anos e há doze como enxadrista. “Larguei tudo pelo xadrez, inclusive o curso de psicologia. É o que eu amo fazer”, revela Cabral que também detém o título de tricampeão pernambucano.

Rafael Cabral dá aulas de xadrez e hoje vive para o esporte.

No colégio onde dá aula, uma surpresa. Com apenas seis anos, Benjamin Serrano Lemos desbanca até os mais velhos e disputa os torneios entre os garotos de dez. “O pai de um amiguinho dele nos deu a dica do xadrez ao constatar que Ben tem o raciocínio aguçado. E, de fato, foi uma escolha acertada. Quando o professor Rafael o conheceu pediu para treiná-lo imediatamente”, conta orgulhosa a mãe Alexsandra Serrano.

Benjamin com apenas seis anos já disputa com garotos mais velhos.

Já o pequeno Thales Aguiar, de 11 anos, também estudante do mesmo colégio, sempre jogou xadrez com o avô, mas foi justamente uma derrota para o amigo Rafael Caldas que o motivou a ter aulas. “Ele viu que os meninos estavam evoluindo e também quis se aprimorar no esporte. No próximo sábado ele vai receber o título de Mestre Júnior”, comentou Milena Aguiar, mãe de Thales.

Thales Aguiar começou jogando xadrez com o avô.

É como o treinador deles fala: “O xadrez integra as pessoas”.