Há mais de 25 anos, sua voz se apagava e nascia a lenda. No dia 24 de novembro de 1991, Freddie Mercury tornava-se definitivamente um ícone eterno da música mundial. Em 1998, God Save The Queen surge na Argentina e, através dos anos, converte-se no show-tributo ao Queen mais importante do mundo, com atuações nos teatros mais representativos e importantes de todos os continentes. O espetáculo “20 Years”, que celebra as duas décadas do grupo considerado pela Revista Rolling Stone o melhor tributo do mundo em 2011, chega ao Recife. Será em única apresentação, dia 29 de setembro, no Teatro RioMar. Ingressos já estão à venda a partir de R$ 55.

Pablo Padín, interpretando Freddie Mercury, impressiona. Voz e aparência conseguem o que nenhum outro tributo conseguiu: criar a magia de que o Queen ainda está vivo. Em cena com Pablo (voz, piano e violão), estão Francisco Calgaro (guitarra e teclados), Matías Albornoz (bateria) e Ezequiel Tibaldo (baixo). O grupo é fiel nos detalhes ao quarteto britânico. As semelhanças vão do figurino aos trejeitos, da disposição dos equipamentos no palco à performance dos artistas. As canções são respeitadas em seus arranjos originais, tudo executado ao vivo.

Cenário de iluminação e cenografia chamam atenção, além de um set-list que abrange toda a extensa carreira de Freddie Mercury com o Queen e como solista. Estão no repertório clássicos como “Bohemian Rhapsody”, “Don`t Stop Me Now”, “We Will Rock You”, “We Are The Champions”, “Play The Game” e “Another One Bites The Dust”.