Psicologia das cores: veja qual combina mais com você
Foto: Getty Images

Psicologia das cores: veja qual combina mais com você

Atualizada em 27 de abril de 2021.

A comunicação entre as pessoas vai muito além da verbal. As cores das nossas roupas, por exemplo, são capazes de transmitir muitas emoções e sentimentos. Que tal aprender a usá-las para despertar emoções boas nesses tempos de pandemia? A consultora de imagem Jaque Fiorot (@jaquefiorot) deu dicas incríveis associadas à psicologia das cores. Confira:

Makes e esmaltes da Dailus são novidade na Le Biscuit

Amarelo: é a cor do sol, da luz e da alegria, do otimismo, da sabedoria, da inteligência, da agilidade mental e do sucesso.

Azul céu: representa serenidade e frieza, limpeza, amizade e lealdade. Relaxa a mente e busca tranquilidade. Vestir azul nos faz sentir muito mais seguros e confiantes.

Verde: significa frescor, liberdade, cura, esperança, bem-estar, serenidade, renovação, o crescimento e a boa sorte. Tudo de positivo se associa ao verde, assim como a felicidade. Com o verde se avança, se progride e consegue ser mais positivo.

Branco: sinônimo de pureza, inocência, luz e paz. A cor branca nos ajuda a clarear tudo que parece sombrio e eleva o que está deprimido.

Rosa: é uma cor amável e associada à candura e à feminilidade. Unindo o branco e o vermelho, simboliza o meio-termo entre a calmaria e a euforia. É frequentemente associado ao universo da fantasia, delicadeza, simpatia e romantismo

Laranja: estabilidade, crescimento, desenvolvimento, expansão e tranquilidade. Associa-se com a primavera e a natureza. Representa energia pura.

Roxo: relaciona-se com as noções de mistério, poder, criatividade, intimidade e transformação. Costuma ser aplicado em contextos onde busca-se fugir do convencional. A cor roxa ou púrpura é a cor que transmuta as energias negativas.

Outra dica é acreditar no poder das combinações e utilizar o círculo cromático para multiplicar as possibilidades. Com ele, é possível montar propostas suaves, neutras, otimistas e personalizadas. Abuse da criatividade.

E aí, qual é a sua preferida?

Deixe seu comentário