Catador de latinhas, vendedor de limão, office boy, pipoqueiro, diretor de multinacional, empresário. Quebrou cinco vezes. Em todas elas, acordou, agradeceu pela generosidade de ter mais um dia pela frente, trabalhou. Essa é a história do brasileiro Geraldo Rufino, de 59 anos. Mas poderia ser a de qualquer um, garante o dono da história. Geraldo, que até já passou pela Universidade de Harvard, foi o palestrante do evento que comemorou um ano da Academia da Hospitalidade, projeto pioneiro em shopping centers, implantado pelo RioMar Recife. Geraldo, no entanto, não trouxe nenhum aprendizado de Harvard. O que ele ensinou para lojistas que participaram do programa e estiveram presentes, na noite dessa segunda-feira (27), no Teatro RioMar, foi uma mensagem muito simples: ficar reclamando da crise não adianta. É preciso arregaçar as mangas e trabalhar. Sempre com um sorriso no rosto.

Autor do livro O Catador de Sonhos, Geraldo Rufino se define como “irritantemente feliz”. Quem ouve sua história de vida, entende melhor a definição. Saiu ainda criança do interior de Minas Gerais com os pais e os sete irmãos rumo a São Paulo. Na cidade, trabalhou desde criança. Em sua trajetória, foram muitas recaídas. Mas em todas elas, aprendeu a levantar, sem reclamar. Aprendeu com sua mãe valores que carrega até hoje: agradecer por mais um dia, aprender com os erros e trabalhar. Trabalhar muito. “O dinheiro esta aí. Ele só muda de mãos. Não adianta ficar reclamando da crise. A gente tem que aprender a driblar as dificuldades.”

Palestrante de sucesso, Geraldo elogiou a iniciativa do RioMar de trazer para um centro de compras o conceito da hospitalidade, oriundo da rede hoteleira. “Essa é a diferença. Quando recebemos o outro com um sorriso no rosto, fazemos uma grande diferença na vida dele. Quando estamos bem conosco, tratamos o outro melhor”, destacou.

Desde a sua inauguração, o RioMar posicionou-se como um equipamento inovador: com prática pioneiras em gestão, como o Programa de Hospitalidade e as inúmeras ações de sustentabilidade; oferta de um mix diferenciado com lojas exclusivas na Região Nordeste; como um importante centro de conteúdo e entretenimento com destaque para os diversos eventos autorais, sempre com a missão de surpreender o público e oferecer experiências contínuas, relevantes e contemporâneas. Gestora de gente e hospitalidade do RioMar Recife, Cíntia Lima ressaltou: “Sempre tivemos essa preocupação de trazer algo inovador. O cliente muitas vezes não sabe onde está a perfeição, mas ele sente”, afirmou.

No ano passado, o RioMar Recife foi o grande vencedor do Prêmio Abrasce (Associação Brasileira de Shopping Centers), conquistando o prêmio Destaque 2017, entre 63 nalistas. Além de levar o Ouro na Categoria Gestão de Equipes, com o Programa Academia da Hospitalidade.

O desafio foi expandir este conceito para as lojas. De acordo com Eduardo Mello, Gestor da Academia da Hospitalidade para os lojistas, 500 comerciários já foram treinados e a expectativa é que, até o fim deste ano, mais 500 pessoas passem pelo treinamento.

“Saímos hoje daqui pensando no poder de acreditar em si e a força que isso exerce sobre o outro. Assim, contagiamos as pessoas. Isso está muito presente no grupo. Fazemos o que amamos, recebemos os clientes com um sorriso genuíno. É preciso entender que as pessoas merecem ser respeitadas e que somos iguais. Tudo depende do foco que damos para nossa vida”, Fátima Barroso, gerente de Marketing do Camarada Camarão.

“Primeiro, esta palestra foi importante porque representou uma fonte de positividade. Não tem tempo ruim. Nós podemos criar as oportunidades. Sempre há uma forma de crescer. O importante é acreditar. Geraldo deixou isso muito claro, porque ele é um exemplo de uma pessoa incrível, com uma história de superação. Acho que ele foi de extrema importância para este momento que estamos vivendo”, Ana Dias, presidente da Associação dos Lojistas.