O Recife é a cidade das pontes. Seus rios formam paisagens naturais de beleza ímpar. E margeando a capital pernambucana, os manguezais compõem a identidade visual, se integrando à cena urbana dos recifenses. O ecossistema é fundamental para a manutenção da saúde do meio ambiente, e, por sua importância, é celebrado no próximo dia 26, o Dia do Mangue.

Para marcar a data, o RioMar Recife, com o apoio do Instituto JCPM, da Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb) e da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente, desenvolve o Jogando Limpo com o Mangue, com diversas ações como oficinas, exposições, apresentações culturais, coleta solidária e show com a banda Cascabulho, a partir das 20h, na Praça de Alimentação.

A ação começa já no dia 25 com a oficina “Poluição dos plásticos e seus impactos em áreas marinhas e manguezais”, das 9h às 12h, no Instituto JCPM.

Já no dia 26, acontece o Pimp My Mangue, com ações e saberes na proteção dos manguezais, das 8h às 12h, na área externa do RioMar. As atividades envolvem exposição da Fundação Mamíferos Aquáticos, apresentação cultural com o Maracatu Escola Mangue e coleta solidária.

As ações são gratuitas e abertas ao público.

Show com Cascabulho

A partir das 20h, se apresenta, gratuitamente, na Praça de Alimentação do mall, o grupo Cascabulho, um dos representantes da cena manguebeat, com muita sonoridade.

Ao longo dos últimos 20 anos, a banda já tocou com artistas como Jackson do Pandeiro, Gilberto Gil, Tom Zé, Zé Ramalho, Zeca Baleiro, Lenine, Geraldo Azevedo, Júnior Tostoi, Biliu de Campina, dentre outros renomes da música brasileira.

Nesse show em homenagem ao mangue, Cascabulho faz um passeio por sua obra, numa revisão alegre e dançante,  com muito colorido de timbres.