Plantio de mudas estimula a coletividade em celebração ao Dia do Rio

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

O meio ambiente é o nosso lar, onde as plantas e os animais são os nossos companheiros. E para deixar a casa ainda mais saudável, o RioMar apoiou uma ação de plantio de mangue em trechos do Rio Jordão, próximos à Ponte Estaiada e da Via Mangue, nesta quinta-feira (30). A atividade celebra o Dia do Rio, comemorado no último dia 24, e foi desenvolvida por crianças e jovens que participam do Projeto Remangue, coordenado pela instituição Escola Mangue, de Brasília Teimosa. Além disso, a Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Recife (SDSMA) e a Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb) apoiaram o evento.

O secretário de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Recife, Bruno Schwambach, ressaltou a importância da conscientização ambiental para a preservação dos ecossistemas. “As pessoas devem ter iniciativa de agir em prol do meio ambiente, e não apenas esperar a ação do poder público. Quando o RioMar estimula o plantio de mudas, por exemplo, também está incentivando a coletividade, a participação e a convivência harmoniosa entre a sociedade e o entorno”, afirmou.

O secretário de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Recife, Bruno Schwambach, acredita no poder da coletividade para preservar os ecossistemas

O Gerente de Desenvolvimento Socioambiental do Grupo João Carlos Paes Mendonça, Sérgio Maffioletti, vai de encontro ao que disse o secretário. “Para que a vida, como um todo, tenha qualidade e seja preservada, nós devemos ser protagonistas. Nossas ações precisam acontecer hoje, pensando no amanhã. Temos que atuar como um organismo único, integrado e participativo, deixando a individualidade no agir e seguindo na direção da coletividade”, enfatizou Sérgio.

O Gerente de Desenvolvimento Socioambiental do Grupo JCPM, Sérgio Maffioletti, apoia a integração social para promover a qualidade de vida

Entre gestores públicos e privados, as crianças tomavam a responsabilidade e davam exemplo. Com sorrisos estampados nos rostos, os pequenos se organizavam em grupos e dividiam a tarefa de plantar as mudinhas de mangue. A professora da Escola Mangue, Taciana Melo, explicou que o momento era o ápice de um movimento planejado desde o começo do ano. “Essa turminha é composta por alunos com idade média de noves anos, e que moram em comunidades tradicionais pesqueiras. Então, eles aprendem desde cedo a manter limpo o meio ambiente, que por sua vez fornece os recursos básicos para a vida”, concluiu a professora.

A professora da Escola Mangue, Taciana Melo, também participou da ação e ajudou no plantio do mangue


comment 2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *