Quando você está parado no trânsito e olha para toda aquela quantidade de carros já parou pra pensar quantas pessoas estão indo para o mesmo destino que o seu? Além disso, já percebeu que a maioria dos carros está apenas com uma pessoa e que é justamente o motorista?

MENOS CARROS Adote a carona solidária. Foto: Paloma Amorim/especial para o RioMar

A lógica do transporte motorizado individual não cabe mais nas cidades modernas. Um exemplo negativo é o que acontece no Recife. A frota de veículos na capital pernambucana é de cerca de 700 mil veículos. Na Região Metropolitana do Recife (RMR) o número sobe para 1.329.530. Os dados são do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) e evidenciam a emergência de refletir sobre o que se pode fazer pelo amanhã, hoje.

Pedale mais pela sustentabilidade

E, nesse caso, não é necessário realizar grandes transformações. Deixar o carro em casa, por exemplo, já é um importante passo. Combina com o vizinho, com o amigo ou os colegas de trabalho e juntos estimulem a carona solidária. O gesto, além de fortalecer o coletivo, também promove a sustentabilidade, uma vez que diminui o número de veículos nas ruas e, consequentemente, a poluição.

Caminhe mais pela sustentabilidade

A prática ainda ajuda a economizar. Em tempos de gasolina custando R$ 4,20, por litro, pode valer a pena ir trabalhar no banco do passageiro. E caso você prefira, diversos aplicativos de carona estão disponíveis, gratuitamente, como o BeepMe, o Zumpy ou o BlaBlaCar, por exemplo.

Grupo JCPM lança manifesto pela sustentabilidade