“Sustentabilidade” foi a palavra da vez na noite desta terça-feira (27) no RioMar Recife. O público que compareceu ao evento Conexão Sustentável, que aconteceu no Teatro RioMar, voltou para casa compreendendo melhor a importância do que se pode fazer pelo amanhã, hoje.

Quem primeiro subiu ao palco foi o professor da Universidade de Pernambuco (UPE), Clemente Coelho Jr., fazendo um resgate histórico dos manguezais, um ecossistema rico e presente em grande parte das cidades litorâneas brasileiras, a exemplo do Recife. “Durante muitos anos, o mangue sofreu com preconceito e era tido como um ambiente insalubre. Com o tempo, as pessoas perceberam o seu valor. Para se ter ideia, de 60% a 70% do pescado comercial têm pelo menos uma fase da vida desenvolvida no manguezal”, ressaltou o professor.

Depois foi a vez do ator Marcos Palmeira discorrer sobre o desafio de ser produtor de alimentos orgânicos. O artista possui uma fazenda em Teresópolis, região serrana do Rio de Janeiro, e compartilhou com a plateia o início de um projeto sustentável, que surgiu ao constatar que os trabalhadores do lugar usavam agrotóxicos nas hortaliças. “Eles não comiam o que plantavam porque sabiam que usavam veneno nas plantações. Era preciso mudar aquela lógica. Foi quando mergulhei no universo da agricultura orgânica. Hoje minha fazenda é viva e sou um ator ambientalista”, revelou Marcos Palmeira.

Encerrando o ciclo das apresentações, uma das principais futuristas da América Latina, especialista em novas economias, Lala Deheinzelin, conseguiu o que queria quando propôs “colocar uma pulga atrás da orelha” em cada um. Com afirmações como “Não estamos em crise. Estamos vivendo uma fase de transição”, por exemplo, ela convidou para uma reflexão profunda de como é possível se preparar para o amanhã a partir da compreensão do agora. Para ela, o mundo conectado em rede não possui tempo e nem espaço e desafia a humanidade a sair do plano linear e limitado para uma realidade tecnológica e colaborativa.

Ao final do evento, o RioMar Recife lançou o Manifesto de Sustentabilidade Grupo JCPM, com o posicionamento “E você? O que pode fazer pelo amanhã, hoje?”.