Os monogramas haviam caído em desuso, mas hoje não podemos mais dizer o mesmo. Na era da massificação, o microbordado personalizado traz à tona o clássico para o contemporâneo. O customizado, do seu jeito, está em alta. E na loja Pense e Borde, piso térreo, no RioMar Recife, o estilo já pode ser confeccionado.

Aqui vão algumas dicas de como usar o estilo:

O mais importante a se pensar ao bordar as iniciais do próprio nome em uma camisa social é discrição. Embora as noções de sofisticação tenham mudado ao longo do tempo, hoje podemos afirmar que a elegância do monograma está na sutileza, não na extravagância. Por isso, a preocupação de criarmos alfabetos com tamanhos de até 3mm de altura. Então, pense pequeno. O ideal é que o bordado tenha, no máximo, quatro letras. A fonte dependerá da preferência de cada um. A Pense e Borde tem seis fontes especiais para estes monogramas. Há tipografias cursivas, de forma e até personalizadas. Escolha uma que seja fácil de identificar mesmo em tamanhos reduzidos.

Quanto à cor, é importante que o bordado se destaque sem chamar muita atenção. Se a camisa é escura, opte por tons mais claros e vice-versa.

Não há regras quanto ao posicionamento de monogramas. O mais tradicional é bordá-los no bolso, peito ou punho, mas há quem prefira no colarinho, na altura da costela e até na barra da camisa. São muitas as possibilidades, mas pense sempre em simplicidade. A dica principal é ser sutil. As letras são um detalhe, não uma placa de identificação. Assim, você poderá criar composições elegantes com suas camisas sociais bordadas.