Veja quais são as 10 raças dos cachorros mais peludos
Também chamado de Bobtail, o Sheepdog tem origem na Inglaterra. Foto: Getty Images

Veja quais são as 10 raças dos cachorros mais peludos

Gosta de uma boa curiosidade? Então vamos lá! A Petz produziu um contéudo superinteressante com as 10 raças dos cachorros mais peludos. A equipe do Viva RioMar te mostra com todos os detalhes logo abaixo. Já vai imaginando aí, aproveita e depois conta pra gente nas nossas redes sociais se acertou algum palpite. 😍

É dono de pet? Saiba como dar banho neles em casa

É difícil destacar qual característica dos cachorros chama mais a atenção dos apaixonados por pets. Seriam os olhinhos vivos e pidões? O focinho charmoso? No caso das raças de cachorros peludos, elas contam ainda com outro elemento de fofura: a pelagem! A característica, inclusive, faz com que pareçam verdadeiros bichinhos de pelúcia.

Tanto é que as raças de cão peludo costumam ser favoritas das crianças! Já para os adultos, uma das maiores preocupações em relação aos cães peludos diz respeito aos cuidados necessários com a pelagem.

Sem mais delongas, vem ver! 🐶

1. Bobtail (Old English Sheepdog)

Um pouco esquecido nos últimos anos, esse cachorro peludo ficou conhecido no Brasil graças à personagem Priscila, do antigo programa infantil TV Colosso. Também chamado de Bobtail, o Sheepdog tem origem na Inglaterra, onde foi selecionado para ajudar fazendeiros e pastores com o rebanho. Com pelagem densa e felpuda, pode ser muito calorento.

Por isso, é recomendado tosá-lo no verão. Quanto ao comportamento, assim como outras raças de cachorro grande e peludo, o Bobtail é paciente e amoroso. É uma ótima companhia para as crianças.

Foto: Getty Images

2. Malamute do Alasca

Na aparência, o Malamute do Alasca lembra muito outro famoso cão das neves, o Husky siberiano. A diferença é que o Malamute é maior e mais peludo. Como seu próprio nome sugere, é originário da região fria do Alasca. Isso explica sua pelagem dupla densa composta por pelo e subpelo.

Além disso, esse tipo de pelagem forma um isolamento térmico que ajuda a proteger o cão contra temperaturas extremas, inclusive no calor. Portanto, a tosa do malamute não é recomendada.

Foto: Getty Images

3. Cachorro Komondor

A raça de cachorro peludo Komondor é considerada tesouro nacional da Hungria e ganhou fama ao ser visto ao lado de Mark Zuckerberg, criador do Facebook. Além do comprimento, o que mais chama a atenção no Komondor é a pelagem, que remete aos dreadlocks. Bastante rara no continente americano, a raça de grande porte tem temperamento dócil e é ótima companheira para adultos e crianças.

Foto: Getty Images

4. Collie

Essa raça de cachorro peludo ganhou fama graças à cultura pop! No caso do Collie, seu representante mais famoso é a personagem Lassie. Criada pelo autor britânico Eric Knight em 1938, ela ganhou as telonas em 1943, quando se tornou uma grande estrela de cinema.

Frequentemente selecionada para o pastoreio, trata-se de uma raça muito ágil e que gosta muito de exercícios. Para completar, é uma das raças mais gentis, afetuosas e protetoras que existe. Assim como nos filmes, o Collie adora agradar e proteger seu tutor.

Foto: Getty Images

5. Afghan Hound

Se tem uma raça cuja cabeleira lembra muito a de alguém que acabou de sair do cabeleireiro é o Afghan Hound! A comparação se deve aos pelos ao redor do rosto e das orelhas, que criam uma verdadeira moldura para a cabeça dos cães. Contudo, não se deixe enganar pelo visual elegante do galgo afegão! Selecionado para a caça, o Afghan hound é muito ativo e brincalhão. Por isso, precisa de boas doses de exercício para se manter saudável.

Foto: Getty Images

6. Spitz Alemão ou Lulu da Pomerânia

A essa altura, você com certeza já notou que independentemente do comprimento, a pelagem dos cachorros não é sempre igual. No caso do Spitz alemão, também conhecido como Lulu da Pomerânia, um de seus maiores diferenciais é que os pelos não caem ao redor do corpo.

Ao contrário, eles parecem “espetados”, como se o pet tivesse acabado de levar um choque. E é justamente isso que confere à raça um visual único de ursinho de pelúcia. No temperamento, são muito ativos, curiosos e carinhosos.

Foto: Getty Images

7. Mastim Tibetano

Ainda pouco conhecido no Brasil, o Mastim tibetano é um cão forte e de grande porte que lembra outra espécie que conhecemos muito bem: o leão. Isso porque os pelos ao redor do rosto do Mastim tibetano lembram muito a juba do felino conhecido como o rei da floresta.

Como seu nome já indica, são originários da região do Tibete, onde eram muito usados na proteção dos templos e das comunidades. Por isso, são fiéis com os tutores, mas ariscos com estranhos.

Foto: Getty Images

8. Pastor de Shetland

Na aparência, o pastor de Shetland é como se fosse um Collie em versão menor, tamanha a similaridade entre as duas raças. Não à toa, ele é frequentemente chamado de “Collie em miniatura”.

Assim como o Collie, o Pastor de Shetland também foi selecionado para ajudar com o rebanho, em especial de ovelhas. Bastante ativo, gosta muito de brincar, de correr e de agradar seus tutores. No entanto, tende a ser desconfiado com estranhos. Procure socializá-lo desde filhote.

Foto: Getty Images

9. Samoieda

Típicos cães de trabalho, os Samoiedas eram usados em funções que iam desde puxar trenós até pastorear as renas. Hoje em dia, porém, eles se tornaram queridinhos como animais de estimação graças a seu jeitinho companheiro e fiel.

Sua pelagem charmosa, geralmente nas cores branco e creme, é formada por pelo e subpelo. Para mantê-la saudável, além de uma alimentação balanceada, também é essencial fazer a escovação ao menos duas vezes na semana.

Foto: Getty Images

10. Shih-tzu

No calor do Brasil, o mais comum é encontrar cães da raça Shih-tzu, que é uma das raças de cachorro pequeno e peludo, tosados. Com isso, muita gente até esquece que os pelos do Shih-tzu podem crescer até encostar no chão!

Foto: Getty Images