Paula Toller abre em grande estilo 1º Destino Música RioMar
Foto: Paloma Amorim/Especial para o RioMar

Paula Toller abre em grande estilo 1º Destino Música RioMar

Linda, Paula Toller entrou no palco do Teatro RioMar na primeira edição do Destino Música RioMar, em plena segunda-feira (20). “Hoje, vamos cantar e tocar músicas de toda a minha carreira. Será uma noite especial, cheia de música, amor e grandes vibrações”, falou a cantora, que celebra 35 anos de carreira com o show Como eu quero, depois de abrir a noite com “Fixação”, um dos maiores sucessos dos tempos de Kid Abelha. Uma Paula e muitos momentos num único show: intimista, romântica, roqueira, dançante.

O espetáculo, quase todo acústico, reuniu sucessos da época do Kid Abelha, carreira solo, além de interpretações de músicas de outros artistas. Uma das novidades foi a inédita canção “Essa noite sem fim”, composta pela artista carioca com o produtor e compositor Liminha, um dos produtores mais consagrados do Brasil, ex-baixista dos Mutantes, e que integra a banda que acompanha a cantora neste show.

Claro que não faltou a cena clássica, com Paula sentada num banquinho, cantando canções entoadas pelo público como a irretocável “Lágrimas e chuva”. Um flashback para quem nasceu nas décadas de 70 80 e vem acompanhando a carreira da cantora. No repertório, clássicos como “Na rua, na chuva, na fazenda”, “Alice”, “Nada sei”, “Eu tive um sonho”.

Quando Paula pede, fica impossível não obedecer: “Por favor, me acompanhem com as luzes do celular”. Vinha pela frente “Como eu quero”, música que dá nome à turnê impecável da artista. Uma pausa ainda para um roque pesado, que na sua voz vira um single suave. “Essa música é de uma banda que não existe mais, que tinha um som pesado e agressivo. E que tive o prazer de gravar”, anunciou cantando Céu Azul, de de Charlie Brown Jr.

No Bis, tirou onda entrando com a banda ao som de Pantera Cor de Rosa. Vinha pela frente muito mais: “Grand’ Hotel”, “Os Outros”, “Por que não eu?”, Vem amor”. Com este vibrante show de roteiro retrospectivo e audiovisual incrível, que durou quase duas horas, Toller abriu em grande estilo o primeiro Destino Música, evento autoral do RioMar Recife.

Deixe seu comentário