Café do Mercado traz ao RioMar sabores e histórias

Café do Mercado traz ao RioMar sabores e histórias

Um lugar com afeto e laços de amizade. Assim é o Café do Mercado – Sabores e Histórias, que acaba de inaugurar no Piso L1, próximo a Lojas Americanas, no RioMar Recife. Por lá, o público encontra diversas delícias, desde o café da manhã com tapioca e cuscuz, por exemplo, passando pelo almoço e até sopas.

A equipe do Viva RioMar esteve no local e conversou com o proprietário Ivson Santos Barbosa. “Nossa ideia é trazer a ideia de casa para o café. Queremos que nossos clientes sejam os nossos amigos e por isso investimos no aconchego. Aqui é um lugar de paz e tranquilidade e o nosso atendimento é feito com encanto”, destaca Ivson.

A veia para os negócios vem no sangue, há mais de trinta anos no mercado gastronômico, em 2016 a cafeteria teve início no entorno do Mercado de São José. “Eu amo café. Sou apreciador de grãos especiais. Queremos que o nosso público participe do processo e conheça com propriedade o que está consumindo. Além disso, trazemos as histórias do mercado para as nossas mesas no RioMar. Temos a cultura pernambucana na nossa raiz e isso faz toda a diferença”, explica Ivson sobre o DNA do negócio.

Cafés especiais

De fato, o café é uma delícia, servido na temperatura ideal e que ainda pode acompanhar um pãozinho de queijo do reino – a porção com três custa apenas R$ 2. O carro-chefe do lugar é o sanduíche de pernil, que sai por R$ 20. Feito com pão francês, queijo prato e pernil suculento ao molho de pimentões e cebola, a iguaria é um clássico. Sim, o tradicional sanduíche de mortadela, símbolo da gastronomia de mercado, também está presente no cardápio e custa R$ 20. Outra marca, o pastel frito na hora também é encontrado no lugar, inclusive com recheio de camarão e que custa R$ 15.

Pãezinhos de queijo do reino. Foto: Acervo/RioMar

Para começar o dia, um cuscuz com charque ou carne de sol cai bem e promete conquistar o paladar de quem busca por sabor, por R$ 14,90. A tapioca também é uma boa opção e custa a partir de R$ 9, com coco.

Foto: Divulgação

No almoço, o destaque fica por conta dos pratos regionais, do dia. Aos sábados, por exemplo, feijoada, por R$ 18,90. Aos domingos, a tradicional rabada, com direito a pirão, vendida por R$ 25. Diariamente, é possível almoçar com o menu fixo, com opções a partir de R$ 18, como o escondidinho de charque.

Por tudo isso, a dica é juntar os amigos, a família e jogar ‘conversa fora’ num lugar que aposta na afetividade como marca original.

Deixe seu comentário