Casados na vida real, Maria Flor e Emanuel Aragão recontam sua relação, desde o primeiro encontro até os dias atuais, em “Tudo que você sempre quis dizer sobre o casamento”. Nada fica de fora. Tudo aquilo que a gente não tem coragem de falar na frente do outro eles dividem com o público, sempre convidado a participar da conversa. A apresentação chega ao Teatro RioMar Recife, no dia 22 de setembro. Ingressos, a partir de R$ 25, já estão à venda no site e na bilheteria.

Uma comédia romântica, uma espécie de stand-up de dois, em dupla, uma daquelas peças de casal, só que não. Um stand-up de casal. Só que é tudo verdade. Os nomes, as histórias, os dois, a vida. Sexo, saudade, ciúmes, traição, filhos, as brigas pelo espaço na cama e pelo uso do controle remoto. Eles contam suas histórias para a plateia, que pode responder e interromper quando quiser, afinal, não são sempre as mesmas histórias com todos nós? Uma peça feita por um casal para casais de todas as idades.

Os dois juntos desenvolveram o texto a partir das próprias experiências e transformaram a sua vida de casal em uma peça absolutamente pessoal, íntima, intransferível e hilária. O resultado é uma comédia rápida, espontânea e absurdamente sincera. Com passagens mais tensas e outras totalmente descontraídas e leves, vivem em cena, literalmente, sua relação, em seus altos e baixos, como em todas as dinâmicas de casal.

Os atores

Com uma carreira de sucessos na televisão e no cinema, várias novelas e séries no currículo, a atriz Maria Flor esteve em “Malhação”, “Cabocla”, “Aline”, “As Brasileiras”, “Belíssima”, “O Rebu”, “A Lei do Amor”, e filmes como “Cazuza”, “Dois Filhos de Francisco”, “Pode Crer”, “O Bem Amado” e, ainda sem data de estreia, “Albatroz”, de Bráulio Mantovani, além de estar na segunda temporada da série “3%”, da Netflix.

Ator e roteirista de sucesso, Emanuel Aragão transita por todos os gêneros da escrita, assim como encara o palco e a criação de roteiros e textos teatrais. Autor do filme “Os Homens são de Marte e é pra Lá que Eu Vou – 2″ e de três temporadas da série com o mesmo título, Emanuel ainda tem no currículo peças como “Nãotemnemnome”, “24por1”, “Meu Avesso é Mais Visível que um Poste” e “Hamlet.