Como você faz a diferença na vida do seu filho?

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

Por Patrícia Camargo e Patrícia Marinho*
Especial para o Viva RioMar 

Existe uma regra universal da qual ninguém escapa: a vida é formada pelas escolhas – grandes ou pequenas – que fazemos todos os dias. E saber fazer estas escolhas é uma arte , não é mesmo?

Particularmente quando se trata dos filhos queremos muito acertar nas escolhas. E são tantas as opções que achamos que tudo é complexo. Só que não.

Fazer diferença na vida dos filhos requer, na grande maioria das vezes, escolhas simples. E quanto mais estas escolhas são tomadas, mais sentido fazem na vida da família, tornando a convivência melhor, mais rica, com mais sentido, mais leve e divertida.

Que tal escolher?

1. O bate-bola

Desde o nascimento, o bebê se desenvolve a partir da interação com o adulto. O sorriso, a careta e as brincadeiras que você faz são fundamentais para o fortalecimento da relação de vocês. E ao conversar com seu filho, mesmo que o papo ainda não seja com palavras, passa ao bebê a confortável e segura sensação de que ele é compreendido, amado e tem alguém que está interessado nele e em suas necessidades. Quando seu filho cresce, o bate-bola continua sendo a melhor forma de interação e interesse entre vocês. Por tudo isso, escolha o “bate-bola”.

2. Desligar o celular quando for o tempo dele

Provavelmente uma escolha difícil, mais por hábito que qualquer coisa. Mas segurando a ansiedade dá para desligar mesmo o celular e ficar com seu filho sem interrupções. E tudo o que chegar no seu celular neste período você conseguirá se atualizar depois.

3. Usar a brincadeira como sua aliada

Atualmente, a ciência já comprovou que brincar é a atividade fundamental da criança. É pela brincadeira que seu filho aprende, se comunica e experimenta tudo aquilo que o mundo oferece. E ao escolher proporcionar o brincar para seu filho, você está permitindo que ele se desenvolva da melhor maneira possível. Escolha dar tempo de brincar ao seu filho.

4. Dizer eu te amo 

Talvez a mais clichê das escolhas. A mais óbvia, mas a que frequentemente deixamos para amanhã. Verbalizar o amor pelo seu filho nunca vai ser demais. Particularmente nas situações em que ele está esperando só uma bronca, só uma frase mais brava ou só um “papo cabeça”. Quando for escolher dizer alguma coisa, escolha dizer “eu te amo”.

5. Aproveitar o brincar para acalmar e alegrar seu filho

A brincadeira é uma excelente forma de mostrar a seu filho que você está do lado dele nos momentos que ele precisar de ajuda para entender sentimentos como raiva, frustração, medo. Por meio da brincadeira você também traz a alegria em momentos de tristeza. Por isso, escolha estar ao lado do seu filho brincando.

6. Ter uma atitude brincante no dia a dia

Escolher ter uma atitude brincante, significa optar por cantar com seu filho no trânsito, em lugar de se estressar. Brincar de pega-pega até o banheiro em lugar de gritar para ele ir tomar banho. Ter uma atitude brincante é escolher contar piadas no momento do jantar. Escolher colocar a brincadeira nos momentos simples do dia, vai tornar a sua vida mais leve e a do seu filho com mais significado.

7. Permita uma “travessura” de vez em quando

Que tal brincar na chuva? Ou fazer uma guerra de travesseiros na sala num dia de semana? Que tal rolar na grama e pisar numa poça de lama? Ou fazer uma guerra de água na pia do banheiro antes de escovar os dentes? Ao escolher permitir pequenas travessuras na forma de brincadeira, você vai mostrar a seu filho que a vida não precisa ser só feita de obrigações e seriedade e que quebrar as regras de vez em quando faz bem para a alma. Escolha a travessura.

8. Brinque, mas brinque de verdade!

Porque quando você escolher brincar com seu filho, seja qual for a brincadeira e no tempo que você tiver disponível, você trará magia para a vida de vocês e esta lembrança permanecerá com seu filho, fazendo a maior diferença!

*Patrícia Camargo e Patrícia Marinho são editoras do Blog Tempo Junto.

Mães que constroem a Felicidade Interna Bruta



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *